Posts Marcados natal

Conto 18.4: Uma Historia de Natal

snow

Eu estou começando a cansar de usar essa imagem, ao mesmo tempo que estou sem saco de ir procurar uma nova. Bem para comemorar o primeiro natal do Freaky Mind preparei um post especial, dessa vez não será uma, nem duas, mas três partes de uma vez só. Quem disse que Papai Noel não existe? Eu ainda pretendo lançar mais uma parte do conto na sexta, mas mesmo assim o especial de natal só deve chegar ao fim em 2013 mesmo. Então aproveite agora o capitulo triplo da investigação de Jack Wolf que o leva do Polo Norte ate a toca de outra criatura lendária. Será esse o encontro com o assassino? Leia o resto deste post »

, , , ,

Deixe um comentário

Poesia 06: O Outro Rei do Natal

krampus-4  Para comemorar a chegada do natal eu decidi por a mão na massa e fazer um poema, algo que não tentava fazer a algum tempo, mas como um escritor principalmente de Terror eu queria fazer algo diferente dos poemas de natal que se encontra por ai. Nada de mensagens de boas festas e felicidade, eu queria explorar o lado negro e assustador do natal então sai em busca de algo que me ajudasse a isso. No inicio pensei em explorar a figura do Papai Noel como um louco invadindo uma casa, mas acabei durante um processo de pesquisa encontrando exatamente o que eu queria numa antiga figura mitológica. O Krampus era retratado no passado como um tipo de assistente do Papai Noel, enquanto o Velho bonzinho entregava presentes às crianças boazinhas o Krampus ia atrás das crianças levadas para assustá-las e puni-las. Com o tempo a figura do Krampus foi vista como pesada demais, ele era retratado como um tipo de demônio e foi substituída pelo carvão, mas em alguns lugares dos Alpes a figura do Krampus ainda é usada. Decidi então fazer o poema para homenagear a essa figura esquecida, mas importante, do Natal. Eu ainda não vou desejar boas festas por que esse não é o ultimo post preparado para hoje.

Leia o resto deste post »

, , ,

Deixe um comentário

Conto 18.3: Uma Historia de Natal

snow Nada melhor para comemorar a véspera de Natal do que mais uma parte de um conto natalino. Nessa parte Jack Wolf finalmente chega ao Polo Norte e foi divertido imaginar como á fabrica do Papai Noel funcionaria no século 21, afinal uma casa de madeira fabricando bonecas e carrinhos não seria muito útil nos tempos em que vivemos. Eu devo admitir que cada vez mais o detetive ranzinza Wolf ganha um pedaço no meu coração como uma de minhas criações favoritas. Escrever ele é divertido pra caramba. Com o natal amanhã eu tenho uma surpresa preparada então eu aconselho ficar de olho aqui no blog.

Leia o resto deste post »

, , , ,

Deixe um comentário

Conto 18.2: Uma Historia de Natal

snow Já que o mundo aparentemente não vai acabar eu tenho que continuar com os trabalhos. Diferente dos maias eu tardo, mas não falho. Nessa segunda parte o detetive particular Jack Wolf descobre um pouco mais sobre o caso de assassinato que bate na sua porta às três da manhã. Como eu já disse no primeiro post esse é um conto de Fantasia-Noir e a parte fantástica começa a aparecer mais aqui. Minha ideia era lançar a ultima parte dele no natal, mas minha incapacidade de seguir prazos me fez começar a escrevê-lo tarde demais para isso, então devemos ter historias de Natal ate janeiro.

Leia o resto deste post »

, , , ,

Deixe um comentário

Conto 18.1: Uma Historia de Natal

 

snow Fiquei algum tempo sumido não? Bem, depois de umas longas, não planejadas e pouco produtivas ferias do blog decidi por voltar a atualizar e nada melhor de que aproveitando as festas de fim de ano chegando fazer um conto especial de natal. Aqui eu tento por em pratica uma velha ideia que tive a séculos atrás, mas não vou falar muito agora, pois não quero estragar o final do capitulo. Por enquanto vou apenas dizer que esse conto é uma mistura de dois gêneros que gosto muito o Noir (já falei algumas dúzias de vezes sobre o tema aqui no blog) e a fantasia. Sobre a Casa de Bonecas aquele conto que comecei e nunca acabei, bem estou tendo dificuldades, mas prometo que um dia volto e termino ele *cof* *cof*.

Leia o resto deste post »

, , , ,

Deixe um comentário